Professores dormem acampados na Assembleia Legislativa - itinewsMT

Professores dormem acampados na Assembleia Legislativa

Professores e demais servidores da rede estadual de Educação, em greve já há 2 meses, ocuparam a Assembleia, na noite desta terça (23), e se dizem dispostos a ficar acampados, como mais uma forma de pressão contra o Governo. A ideia é forçar os deputados a intervirem, de forma decisiva, na questão.

Conforme apurou o RDNEWS, 72 manifestantes entraram sem encontrar resistência, com mochilas e outros poucos pertences. Montaram barracas no jardim e entraram na tribuna.

Alguns dormiram assentados em cadeiras e deitados no chão, sem colchão, no carpete de Casa. Outros não conseguiram “pregar os olhos” e amanheceram nesta quarta conversando sobre os rumos do movimento paredista.

Este é o clima do movimento grevista. Tenso, diante da negativa do Governo em apresentar contraproposta às reivindicações da classe. Na segunda (22), educadores amanheceram acorrentados em frente ao Palácio Paiaguás, sede do Poder Executivo estadual. Nesta terça, voltaram a se acorrentar e, diante do ministro da Saúde, Luís Henrique Mandetta, na reabertura ofical do hospital Santa Casa, vaiaram o governador, gritando pelos salários, que estão cortados.

A categoria cobra dobra salarial prevista na Lei Complementar 510, que garante aumento real de 7,69%. Mas o governador Mauro Mendes diz que não tem como pagar, porque contrariaria a Lei de Responsabilidade Fiscal. O embate está posto. As aulas estão suspensas.

DO RDNEWS
COMPARTILHAR

Deixe seu comentário